26 jan 2021 às 11:00 hs |
Idoso de 95 anos é encontrado desnutrido e filho denuncia maus-tratos em MS

Um idoso de 95 anos foi encontrado desnutrido e levado ao hospital no último domingo (24), na cidade de Aquidauana, a 143 quilômetros de Campo Grande. O filho procurou a delegacia de Polícia Civil para denunciar que o pai está sofrendo maus-tratos. O idoso se encontra recebendo atendimento médico no hospital.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, o filho explicou que foi deslocado para trabalhar em Jardim e que o pai mora com o outro filho, na cidade de Aquidauana. No dia 21, última quinta-feira, o filho que mora em Jardim pediu para sua filha ir até a casa do tio (com quem o idoso mora), para ver como o avô estava.

A jovem teria ido ao local e retornou a ligação ao pai dizendo que o avô estava em uma situação precária, aparentemente há muitos dias sem comer e fraco. Preocupado, o filho então pediu dispensa do serviço em Jardim e seguiu para Aquidauana, onde chegou no sábado (23). No dia seguinte, domingo (24), ele foi até a casa do irmão para ver o pai.

De acordo com o relato no boletim de ocorrência, o idoso foi encontrado em uma cama, todo mijado, fraco e visivelmente em estado de desnutrição. Uma ambulância foi acionada e o idoso encaminhado ao pronto-socorro, onde o médico plantonista confirmou que o idoso estava bastante debilitado, com desnutrição.

O irmão então resolveu procurar a polícia, informando que já tentou levar o pai para morar com ele e também ofereceu a casa de uma irmã, que mora em Rio Verde (GO), porém ele não aceita. O caso foi registrado como “expor a perigo a integridade e a saúde, física ou psíquica, do idoso, submetendo-o a condições desumanas ou degradantes ou privando-o de alimentos e cuidados indispensáveis, quando obrigado a fazê-lo, ou sujeitando-o a trabalho excessivo ou inadequado”.

Fonte:Midiamax

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.