22 jan 2019 às 16:51 hs |
Condutores devem atentar a interdições e desvios na avenida Presidente Vargas

Devido a realização de obras de urbanização da região da Vila São Paulo e região, ao longo desta semana, a avenida Presidente Vargas, paralela ao rio Taquari, em Coxim, está sendo interditada parcialmente em dois trechos: no cruzamento das ruas Paraná (próximo ao Cointa) e Joaquim Renovato (próximo à Pousada Gaivota).

 

 

As intervenções ocorrem devido às obras de drenagem, que exigem escavações e colocação tubulações no subsolo. A cerca de 50 metros antes das intervenções há placas de sinalização.

 

 

Os condutores de veículos automotores devem fazer desvios pelas ruas Paraná, Almirante Barroso e Joaquim Renovato. Os locais estão sinalizados mas merecem atenção dos condutores.

 

 

A Prefeitura de Coxim, por meio da Diretoria Executiva de Planejamento Urbano pede paciência e compreensão aos moradores da região e aos condutores, e que os mesmos respeitem os limites de velocidade nas vias públicas, já não são pavimentadas e não recebem grande fluxo de veículos normalmente.

 

 

Melhorias e valorização da região

 

 

As obras de pavimentação e urbanização da região da Vila São Paulo, que envolvem terraplanagem, saneamento básico, drenagem, recapeamento e pavimentação de vias públicas, incluindo acessibilidade, foram retomadas no mês de dezembro de 2018

 

 

As obras tiveram início em 2016 por meio de contrato do Município de Coxim com o Ministério das Cidades, pelo PAC Pró-Transportes, com financiamento do FGTS, mas foram interrompidas pela empresa contratada. O contrato foi rescindido e a Prefeitura de Coxim iniciou nova concorrência pública, o que torna o processo longo, por haver um conjunto de condicionantes e especificidades estipuladas pelo Ministério.

 

 

Estão previstos mais de 3 mil metros de rede drenagem, mais de 58 mil metros quadrados de pavimentação asfáltica em 29 ruas e três travessas, mais de 14 mil metros quadrados de recapeamento na avenida Gaspar Ries Coelho, ruas Paulista, Paraná e Amazonas, e na Travessa das Perdizes, além de 25 mil metros quadrados com acessibilidade e sinalização horizontal e vertical das vias públicas.

 

 

Fonte:PMC

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.