7 maio 2021 às 08:33 hs |
Morre na Santa Casa delegado que sofreu acidente entre carro e caminhão na BR-060
Foto: Leonardo de França

Veio a óbito o delegado da Polícia Civil, Mikail Alessandro Gouvea Faria, de 42 anos, que sofreu um acidente entre carro e um caminhão na BR-060, entre Sidrolândia e Campo Grande, no início da noite desta quinta-feira (6). O delegado conduzia um Volkswagen Gol que se envolveu em acidente com um caminhão boiadeiro na BR-060. O motorista do caminhão não sofreu ferimentos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, ele foi levado intubado para atendimento médico na Santa Casa Capital. Ele foi socorrido inicialmente por uma ambulância privada que passava pelo local. Porém, o delegado veio a óbito na Santa Casa

O motorista do caminhão, que seguia para Nioaque, disse que desviou para não atingir frontalmente o carro do delegado, que acabou colidindo no tanque de combustível. Após a batida, o veículo capotou em uma pequena ribanceira nas margens da pista.O delegado teve fratura na perna esquerda, luxação no braço direito e região pélvica. Ele conseguiu sair do carro sozinho, antes que o veículo pegasse fogo.

O caminhoneiro iria descarregar a carga em um frigorífico de Sidrolância. Já o carro dirigido pelo delegado, não tinha passageiros e ficou destruído.

O delegado então deu entrada às 18h57, na Santa Casa de Campo Grande e foi intubado em estado gravíssimo, porém morreu logo depois. A Polícia Civil irá averiguar as causas e como ocorreu a colisão.

Operação

Ainda nesta quinta-feira (6), o delegado participou da primeira operação da recém criado Deleagro (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Rurais e de Abigeato). As investigações iniciaram em Paraíso das Águas, após o registro de furto de 32 novilhas nelore, com idades entre 15 e 24 meses, entre os dias 17 e 18 de janeiro de 2021. Segundo a polícia, há evidências de que existe uma estrutura organizada e dedicada à pratica dos crimes de abigeato em toda região norte de Mato Grosso do Sul.

Ao todo, 31 policiais civis, entre delegados, investigadores e escrivães das unidades envolvidas nas investigações cumpriram mandados para a apreensão de material e documentos probatórios, contra os suspeitos de integrarem ou cooperarem com uma quadrilha.

Fonte:Midiamax

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.