19 ago 2020 às 08:46 hs |
Polícia Militar Ambiental de Coxim e São Gabriel do Oeste realizam vistoria em local onde ocorrera mortandade de peixes

Policiais Militares Ambientais de Coxim e São Gabriel do Oeste acabaram há pouco, às 13h30, a vistoria no local onde teria ocorrido a mortandade de peixes amplamente divulgada nas redes sociais. A PMA apurou no local, que o evento ocorrera ontem (17) à tarde em um braço do rio Correntes com cerca de 300 metros e não no próprio rio. O canal que não é de grande porte e fica no lado do Estado do Mato Grosso, no município de Itiquira, já havia voltado à vazão normal, quando os Policiais chegaram (fotos e imagem de drone).

Imagem de drone do canal e do leito normal do rio Correntes.

Braço do rio onde aconteceu a mortandade em sua vazão normal.

A Polícia Militar Ambiental foi informada pelos ribeirinhos de que o canal, que não tem grande vazão, perdeu cerca de 70 a 80% da água por cerca de um hora e meia e calcula que morreram em torno de 40 kg de peixes somente da espécie curimbatá (fotos). O rio Correntes que divisa os Estados de MS e MT não teve alteração no seu fluxo (vídeo).

Peixes mortos no momento da perda da vazão do canal – foto de redes sociais.Tocador de vídeo00:0000:14

(Rio correntes em seu leito normal)

No local estava a PMA de Rondonópolis e a Secretaria de Meio Ambiente do município de Itiquira (MT). A equipe segue neste momento (14h20) à sede da usina para verificar qual a falha operacional ocasionara o problema.

Relatórios da PMA serão encaminhados ao Ministério Público e aos órgãos ambientais para avaliação das consequências e possíveis autuações administrativas serão procedidas pelo órgão ambiental licenciador, no caso, o IBAMA.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fonte:PM-MS

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.