17 dez 2019 às 08:40 hs |
Empreendedorismo em MS criou 6 mil empresas e movimentou R$ 2,7 mi em 2019

Há um ano Jucems Digital está em vigor no Estado

Imagem: Chico Ribeiro

O incentivo do Governo do Estado ao empreendedorismo movimentou R$ 2.798.668,00 milhões no primeiro ano de funcionamento da Jucems Digital em Mato Grosso do Sul. Em vigor desde novembro de 2018, a ferramenta de atendimento digital, trouxe mais agilidade aos serviços oferecidos aos empresários do Estado pois modernizou e ampliou a segurança nos processos de abertura, fechamento e alterações de empresas, além de facilitar o acesso para contadores e empresários do Estado, do Brasil e estrangeiros.

A iniciativa fomentou o empreendedorismo e impulsionou a economia. Dados da Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems) apontam que no período de janeiro a novembro de 2019, foram constituídas 6.640 empresas no Estado, sendo 62% do segmento de serviços, 34% no comércio, e 4% de indústria.

Com a simplificação, desburocratização, e modernização dos serviços prestados aos micros, pequenos e médios empresários, Mato Grosso do Sul saiu na frente, e antecipou medidas previstas na Lei de Liberdade Econômica, em vigor desde setembro no País.

Na visão do Secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, o Estado encerra o ano de 2019 totalmente inseridos no conceito de Liberdade Econômica que a nova Lei exige. “Por dialogar diretamente com as representações do setor produtivo, a Semagro, constituiu-se na liderança desse processo de modernização, agindo como facilitadora e interlocutora para a implantação das mudanças necessárias junto aos órgãos de controle e fiscalização estaduais” pontua.

Conforme o titular da Semagro, Mato Grosso do Sul tem mais de 240 mil empresas, entre MEIs, microempresas e empresas de pequeno porte. “Temos outras 174 mil optantes pelo Simples Nacional, com receita bruta anual de até R$ 3,6 milhões, segundo a Receia Federal e o Sebrae. Entre os mais de 130 mil MEIs, há quase 14 mil que trabalham com comércio varejista, 10 mil cabelereiros e manicures e mais de 7 mil aptos a atuar formalmente em obras de alvenaria”.

A simplificação dos processos através da Jucems Digital permitiu a redução do tempo médio para abertura de empresas de 36, para 17 dias. Os serviços ficam disponíveis 24 horas por dia durante os 7 dias da semana. Os serviços automatizam a abertura de novos empreendimentos, reduzem os custos para os empresários, pois evitam deslocamentos para atendimento físico, possui certificação digital, e possibilita o acompanhamento do fluxo de processos.

Fonte: Novanews.

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.