9 jun 2020 às 19:58 hs |
Policiais foram rendidos dentro da viatura e assassinados com tiro na nuca, diz diretor-geral
midiamax/divulgação

Durante coletiva de imprensa realizada no início da noite desta terça-feira (09), o delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Marcelo Vargas, disse que os suspeitos do assassinato de dois policiais civis estariam armados, segundo as primeiras informações.  Os fatos ocorreram à tarde, na Rua Joaquim Murtinho, quase esquina com a Avenida Fernando Corrêa da Costa, em Campo Grande.

De acordo com Vargas, os policiais estavam investigando crimes de roubos e furtos de celulares e, durante o transporte dos suspeitos, foram baleados na cabeça e na nuca. Antônio Marcos Roque da Silva e Jorge Silva dos Santos, ambos da Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), morreram no local.

O delegado-geral disse que a viatura descaracterizada não foi interceptada, como sugerido inicialmente por testemunhas, motivo pelo qual a hipótese de resgate foi descartada. Neste sentido, outras informações apontam que um dos conduzidos não estava algemado e estaria armado, sendo o responsável pelos disparos. “Talvez por isso [os policiais] não fizeram uma busca pessoal desses conduzidos”, disse Vargas, afirmando que as armas dos policiais estavam intactas.

Fonte:Midiamax

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.