22 out 2020 às 14:41 hs |
Polícia Militar Ambiental de Rio Negro autua três em R$ 2,7 mil por pesca ilegal e apreende pescado, tarrafa e outros petrechos de pesca

A Policia Militar Ambiental de Rio Negro recebeu denúncias de pesca predatória no rio Negro, mais precisamente na região conhecida como Três Pontes, margeando a BR 419 e autuou três infratores por pesca ilegal ontem (20) no final da tarde.

Dois infratores, de 20 e 51 anos, residentes em Corguinho, foram surpreendidos em início de uma pescaria em que tinham capturado pescado fora da medida permitida por lei e ainda utilizavam tarrafa (petrecho proibido). Foram encontrados três exemplares de peixes da espécie piau capturados por eles, todos abaixo da medida permitida. Além do pescado, foram apreendidos com os pescadores, uma tarrafa, 11 anzóis de galho (petrechos proibidos) e três molinetes com varas utilizados na pescaria ilegal.

Os infratores receberam voz de prisão e foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Rio Negro, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória, cuja pena é de um a três anos de detenção. Eles também foram autuados administrativamente e receberam multa de R$ 1.000,00 cada um.

Próximo dali, na mesma região, os Policiais Militares Ambientais autuaram outro pescador por pesca ilegal. O homem de 51 anos, residente em Corguinho, pescava sem licença ambiental. O infrator ainda não tinha capturado nenhum peixe. Foi aprendido um molinete com vara utilizado pelo pescador. Ele foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 700,00.

A Pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se apenas de infração administrativa. Pagando a multa, o infrator poderá ter o material apreendido restituído.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS 

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.