19 dez 2019 às 08:24 hs |
Mais de 101 mil têm direito a sacar R$ 169 milhões de cotas do PIS em MS
Foto;Divulgação

Mais de 101 mil de trabalhadores de Mato Grosso do Sul ainda podem sacar R$ 169 milhões de cotas do PIS. Pagamento está disponível para cotistas de todas as idades, cadastrados no PIS até 4 de outubro de 1988.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, diferentemente dos saques anteriores, não há prazo final para a retirada do dinheiro. A novidade atende a Medida Provisória (MP) 889/2019, que regulamente o saque de cotas do PIS/PASEP.

Medida também permite o saque com declaração, no caso de morte de morte do titular da conta individual do PIS, ou seja, caso haja saldo, o mesmo poderá ser disponibilizado aos herdeiros ou sucessores do beneficiário, mediante apresentação de documentação.

Os saques de até R$ 3 mil podem ser feitos com o Cartão do Cidadão nos terminais de autoatendimento, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui. É necessário levar também documento de identificação oficial com foto.

Já para valores acima de R$ 3 mil e de cotistas que não tem o cartão cidadão, saque deve ser feito nas agências, mediante apresentação de documento oficial de identificação com foto.

O beneficiário legal, na condição de herdeiro, pode comparecer a qualquer agência portando documento oficial de identificação com foto e outro que comprove sua condição de sucessor para realizar o saque.

Em outros casos, como no caso de beneficiários que estejam no exterior, o representante legal do cotista pode retirar o saldo mediante procuração particular, com firma reconhecida, ou por instrumento público que contenha outorga de poderes para solicitação e saque das cotas.

Em todo o Brasil, 10,4 milhões de pessoas têm direito ao saque das cotas do PIS, totalizando o montante de R$ 18,3 bilhões. Até o momento, cerca de 9,6 milhões de trabalhadores ainda não realizaram o saque. 

O PIS corresponde aos valores de cotas destinadas aos trabalhadores que possuíram carteira assinada no período de 1971 a 4 de outubro de 1988.

Fonte:Correiodoestado

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.