13 set 2019 às 09:01 hs |
Empresário executado foi condenado a 132 anos de prisão por lavagem de dinheiro

Reprodução

O empresário Elesbão Lopes de Carvalho executado dentro de sua própria casa na noite desta quinta-feira (12) em Ponta Porã, cidade a 314 quilômetros de Campo Grande, já havia sido condenado a 132 anos de prisão pelo juiz federal Odilon de Oliveira.

Junto com a sentença, foi concedido o direito dele responder em liberdade. Elesbão foi condenado em 2005 por sonegação, gestão fraudulenta e evasão de divisas, ambos enquadrados no crime de lavagem de dinheiro. Então gerente do banco BCN em Ponta Porã, Carvalho foi acusado de lavar R$ 3 bilhões em contas no banco. Na época, o MPF (Ministério Público Federal) apontava que o dinheiro lavado era oriundo do tráfico de drogas.

Execução

Bandidos invadiram a casa de Elesbão em Ponta Porã, cidade a 314 quilômetros de Campo Grande, e o executaram na noite desta quinta-feira (12).  Atualmente, de acordo com informações, ele era proprietário da Casas das Embalagens na cidade. De três a quatro homens teriam invadido a residência.

Parte da família do empresário foi trancada em um dos banheiros da casa. Já Elesbão foi levado aos fundos da residência onde foi executado. A Polícia Civil e Militar de Ponta Porã foram acionados. Ninguém foi preso até o momento. Mais informações em instantes.

Fonte:Midiamax

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.