18 dez 2017 às 08:07 hs |
Destaque no futebol de MS, Fernando Pavão morre em acidente na MS-295

(Reprodução/Facebook)

Morreu no fim da tarde deste domingo (17) em um acidente na MS-295, em Paranhos, o jogador profissional de futebol Fernando Pavão. Ele já jogou em campeonatos estaduais em Mato Grosso do Sul e competições nacionais defendendo clubes como o Cene, de Campo Grande, o Sete de Dourados, Ubiratã e o Itaporã.

 

De acordo com informações do site A Gazeta News, Fernando estava em um automóvel Fiat Uno com o irmão Rafael Pavão, que também é jogador, o ex-secretário de esportes do município, Carlos Pavão e um amigo identificado até o momento apenas como Gian. Eles voltavam de Amambai, onde participaram de uma confraternização de família.

 

Carlos, que conduzia o veículo, teria perdido o controle da direção em uma curva próxima ao posto fiscal Laranjeira, a 30 quilômetros de Paranhos. O carro saiu da pista e capotou.

 

Fernando ficou gravemente ferido, foi socorrido por populares com vida, mas morreu antes de dar entrada no hospital do município. Carlos Pavão teria fraturado um dos braços e reclamava de dores na cabeça e no corpo, Rafael teve um corte na cabeça e Gian teria fraturado uma das pernas.

 

Fernando Pavão

Fernando iniciou a carreira como jogador na escolinha de futebol da Prefeitura de Paranhos. O atleta, que quando juvenil teve passagem pelo futebol mineiro defendendo o CAM (Clube Atlético Mineiro), após se tornar profissional jogou campeonatos estaduais em Mato Grosso do Sul e competições nacionais por clubes como o Sete de Dourados, o CENE de Campo Grande, o Ubiratã, também de Dourados e o Itaporã.

Na noite desse sábado (16) os irmãos Pavão marcaram dois dos quatro gols da vitória de Paranhos sobre o São José na final da Copa Karandá FM de Futebol, no Estádio Virotão, em Naviraí.

 

Fonte:Midiamax

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.