15 ago 2017 às 20:02 hs |
Contrato milionário ‘caduca’ e vistoria do Detran-MS passa a ser manual

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está fazendo a vistoria dos veículos de forma manual. Isso porque venceu o contrato com a empresa que disponibilizava o sistema de vistoria eletrônico e de armazenamento de fotos dos automóveis.

 

Apesar de reconhecer que o tempo da vistoria, em média, aumentou, o Detran-MS afirmou que “o usuário não está sendo prejudicado” e que “não há registro de reclamações até o presente momento”.

 

Em julho de 2017, foram realizadas 15.181 vistorias em todo o Estado. Ainda de acordo com o departamento, a mudança para a vistoria manual é momentânea e a Diretoria de Administração e Finanças do Detran-MS está realizando uma consulta de preço, buscando um valor mais baixo do que o praticado, para dar suporte a um novo processo de contratação, que será publicado no Diário Oficial do Estado.

 

Permanece de 30 dias o prazo de validade e a taxa de vistoria em R$ 121,15.

 

A empresa anteriormente contratada disponibilizava: o sistema responsável pela vistoria eletrônica, com o armazenamento de fotos do veículo, sendo seis principais e 12 adicionais, bem como o BackOffice responsável pela análise da qualidade das imagens coletadas e eventual divergência de dados coletados durante a vistoria.

 

Muito dinheiro

 

Contrato superior a R$ 60 milhões do Detran com a Ice Cartões chegou a ser questionado pelo MPE-MS (Ministério Público Estadual).

 

Já a obrigatoriedade da cobrança para vistoria de veículos com mais de cinco anos de fabricação para fins de licenciamento foi instituída nos últimos dias da gestão de André Puccinelli e mantida até recentemente pelo governo Reinaldo Azambuja, mesmo com parecer contrário do próprio Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) e do MPF (Ministério Público Federal).

 

 

Somente em julho deste ano, portaria do Detran revogou a determinação de inspeção, que estava em vigor desde 2014.

 

(Matéria editada para acréscimo de informações às 17h03)

 

Fonte:Midiamax

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.