22 maio 2021 às 09:31 hs |
Após roubo de carro, dois ladrões morrem durante confronto com a polícia

Foto: Divulgação

Dois ladrões morreram em confronto com o Batalhão de Choque da Polícia Militar ocorrido entre o final da noite de sexta-feira (21) e o início da madrugada deste sábado (22), em Campo Grande, após assalto a um casal. Um deles é Gustavo Silva dos Santos, de 23 anos, e o outro ainda não foi identificado. Informações da polícia são de que a dupla teria se especializado no roubo de veículos mediante sequestro e cárcere privado.

Conforme boletim de ocorrência, os fatos tiveram início quando as vítimas, um homem de 35 anos e uma mulher de 26 anos, conversavam dentro de um automóvel Hyundai Elantra na frente de uma residência localizada na Vila Piratininga, nas proximidades da 5ª Delegacia de Polícia Civil. Apesar de estarem em via pública, as vítimas acreditavam que ficariam seguras, tendo em vista que se encontravam nas imediações de uma unidade policial.

O casal não imaginava que algum criminoso pudesse tentar algo naquele local. No entanto, por volta das 23 horas eles viram dois suspeitos se aproximando pela rua, momento em que os indivíduos passaram pela frente do carro e chegaram anunciando o assalto. Eles exigiram a chave, tomaram aliança e uma corrente e chegaram a revistar o motorista, para conferir se ele poderia estar armado. Na sequência, mandaram as vítimas sair do Elantra e fugiram.

O casal percebeu que enquanto os indivíduos agiam, um automóvel modelo hatch trafegava devagar, como se estivesse dando suporte. A polícia foi informada do ocorrido e, na Rua Estevão Alves Ribeiro, as equipes do Choque se depararam com o Elantra, solicitaram apoio e passaram a acompanhar o automóvel. Porém, percebendo que estavam sendo seguidos, os bandidos abandonaram o carro e começaram a fugir a pé, dando início à perseguição.

O indivíduo que ainda não foi identificado, ao ser surpreendido pelos policiais, não obedeceu ordem para se render, sacou uma arma de fogo e supostamente apontou para a direção da equipe, que revidou, atingindo-o com quatro disparos no tórax. A PM afirma que tal medida se fez necessária para repelir a agressão e preservar os militares. O baleado foi socorrido até o Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

Ele portava um revólver da marca Taurus completamente municiado. As equipes continuaram as buscas pelo segundo envolvido, identificado como Gustavo Silva, que foi encontrado nas proximidades do Parque Ecológico Anhanduizinho. Ao ser cercado em um terreno baldio, ele teria disparado contra os policiais, sendo baleado em revide. Assim como o comparsa, Gustavo também foi socorrido e mas não resistiu.

Contra ele havia mandado de prisão em aberto e foi encontrado com ele um revólver calibre 38 da marca Taurus, com numeração raspada, municiado com cinco projéteis, dos quais dois haviam sido deflagrados e um não teria percutido. O carro das vítimas foi apreendido e encaminhado à Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos). Como procedimento padrão, os policiais também entregaram armas para perícia. As investigações continuam.

Fonte:Midiamax

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.