4 jun 2020 às 09:16 hs |
Após prisão de ladrão de caminhonete, professor de Chapadão do Sul é encontrado

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) prendeu em Água Clara um homem de 28 anos que estava com a caminhonete Hilux que teria sido roubada na tarde quarta-feira (03), do engenheiro agrônomo Ricardo Gava, de 33 anos, professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), campus de Chapadão do Sul. O criminoso disse que receberia R$ 3 mil para entregar o veículo em Dourados. A vítima foi localizada na manhã desta quinta-feira, na região de Paraíso das Águas.

Conforme já noticiado, Ricardo tinha sido visto pela última vez depois de sair para trabalhar na universidade, entre 14 horas e 15 horas. Como a vítima não deu mais notícias, a família procurou a Polícia Civil de Chapadão do sul que, por sua vez, informou forças de segurança da região e descobriu que o suspeito havia sido preso com a Hilux em Água Clara. 

Natural de Cassilândia, o criminoso negou participação no roubo e disse apenas que foi contratado para transportar a caminhonete. Diante destas informações a equipe da Polícia Civil de Chapadão do Sul se deslocou até a UFMS e conversou com um aluno, o qual estava trabalhando com a vítima no momento do desaparecimento.

O aluno explicou que Ricardo é seu professor de Agronomia e que no momento dos fatos, teria ficado sozinho à beira da estrada enquanto o estudante foi até um local próximo cobrir uma tubulação na qual estavam trabalhando. De onde o aluno estava não tinha como avistar o professor. Poucos minutos depois a testemunha viu a caminhonete do professor passar em alta velocidade pela estrada próximo de onde estava trabalhando.

O estudante achou o fato estranho, pois Ricardo disse que lhe avisaria quando fosse sair para buscar algumas peças. O rapaz ainda tentou ligar para o professor, mas sem sucesso. A equipe policial verificou as câmeras da entrada da UFMS e percebeu que nas imagens é possível notar o horário em que a caminhonete Hilux passa em alta velocidade pela frente da UFMS. Minutos antes, uma motocicleta escura e uma picape Strada  passam pela via e quando retornam são seguidos pela Hilux. 

A estrada está localizada em local ermo, e portanto, não há explicação para que a motocicleta e a picape tenham ido em direção onde se encontrava a caminhonete de Ricardo e voltado em tão pouco tempo, que não fosse para participar do assalto. Nesta manhã, o professor foi visto às margens da BR-060, em Paraíso das Águas.

Ele informou que foi sequestrado e mantido em cárcere, sendo vigiado por criminosos até nesta manhã, quando foi liberado. Ele então seguiu na direção de rodovia e pediu ajuda, sendo encaminhado à sede da Polícia Militar.

Fonte: MS TODO DIA

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.