15 maio 2021 às 08:09 hs |
Bolsonaro entrega títulos de terra a assentados em Terenos em meio a protestos contra ea favor
Cinco pessoas receberam o título simbolicamente; presidente relembrou vida em Nioaque
Bolsonaro e Tereza Cristina entregaram títulos de propriedade de terra em Terenos – Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, entregaram títulos de posse de terra para produtores rurais do assentamento Santa Mônica, em Terenos, nesta sexta-feira (14).

A entrega foi feita simbolicamente para cinco agricultores, mas segundo Tereza, 1.126 recebidos dos títulos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Apenas em Terenos, são 300 títulos de posse definitivos.

Esta é a segunda visita oficial do presidente ao Estado. Ele desembarcou em Campo Grande por volta das 9h30 e seguiu para Terenos em um helicóptero.

Ao chegar na cidade, o presidente foi aprovado por apoiadores e também por pessoas contrárias ao governo.

O prefeito de Terenos, Henrique Wankura Bubke, agradeceu Bolsonaro e disse que é a primeira vez que um presidente visita o município e afirmou que a entrega de títulos é importante para o desenvolvimento da agricultura familiar.

“Terenos tem sua base econômica no agronegócio e é uma das cidades do estado que mais possui assentamentos. As famílias que aqui vivem unidades que abastecem muitos centros consumidores, inclusive Campo Grande, mas para que o trabalho desses jovens agricultores chegue até a nossa mesa é necessário apoio e compromisso com o campo “, disse.

“Hoje estamos dando um passo importante. Para essas famílias, ter a posse definitiva da terra significa, acima de tudo, a concretização de um sonho de muitos anos. É preciso dar todas as condições para que esses agricultores continuem nas suas propriedades”, acrescentou. .

Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse, em seu discurso, que começou a conhecer a agricultura familiar em Terenos, anos atrás.

Ela destacou o Programa Titula Brasil, criado para apoiar a titulação de assentamentos e áreas públicas rurais da União e do Incra passíveis de regularização por meio de parcerias com os municípios e afirmou que Mato Grosso do Sul saiu na frente, com adesão de 48 municípios até o momento.

Ainda segundo Tereza, além dos títulos, com uma parceria do governo federal e estadual, também haverá recursos e programas de assistências para que os assentados possam produzir e ter renda.

“Além disso, 1.714 contratos de crédito para as famílias assentadas com investimento total de R $ 10.617.200 em crédito para que vocês trabalhem, esses R $ 3,1 milhões são em crédito de habitação, 126 habitações serão reformadas ou construídas”, disse a ministra.

Cerca de R $ 6 milhões em verba do governo federal também será investida para recuperação de estradas vicinais para os assentamentos, segundo Tereza.

Após a entrega simbólica dos títulos a cinco famílias, Bolsonaro relembrou do tempo em que serviu ao Exército em Nioaque, no Estado.

“Em Nioaque eu plantei 30 hectares de arroz, não é fácil”, brincou.

O presidente relembrou ainda sua trajetória política e foi bastante aplaudido por apoiadores.

Na comitiva presidencial também são uma senadora vice-líder no Congresso Nacional, Soraya Thronicke (PSL); o deputado federal Luiz Ovando (PSL); os deputados estaduais Coronel David (sem partido) e Capitão Contar (PSL).

O presidente da Assembleia Legislativa (Alems), de Paulo Corrêa (PSDB), representa o governo do Estado, tendo em vista que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) não pôde participar por estar em viagem no Estado de São Paulo.

Fonte: Correio do Estado

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.