29 jul 2020 às 09:52 hs |
Tendência é voltar do recesso com sessões remotas, afirma presidente da Câmara

A Câmara Municipal de Campo Grande volta do recesso parlamentar na próxima terça-feira (4) e, ao que tudo indica, segundo o presidente João Rocha (PSDB), as sessões serão mesmo feitas de forma remota. A possibilidade já tinha sido levantava e um sistema de reuniões virtuais criado.

Desde março, os vereadores fazem sessões no plenário, mas sem presença da população e imprensa, como forma de diminuir aglomerações. Contudo, os casos de coronavírus aumentam e projeções indicam que a Capital ainda leva tempo até chegar ao pico e começar a diminuir os números.

“Hoje a tendência é essa [adotar sessões remotas], não podemos afirmar, mas como as coisas estão, a projeção é que a gente volte de forma remota”. Se o sistema for de fato adotado, cada vereador permanece em sua casa e participa da sessão pelo computador.Leia também:

Governo retifica decreto e área consumida por fogo no Pantanal cai para 300 mil hectares

Madonna faz post a favor da cloroquina e Instagram sinaliza ‘fake news’

De acordo com o presidente, a prioridade no retorno será os projetos de leis complementares ao Plano Diretor, que norteia o desenvolvimento e crescimento urbano da cidade. São 9129 casos e 108 mortes em decorrência do coronavírus.

A peça principal está em vigor desde 2018 e agora tramitam na Câmara de Campo Grande propostas como Estudo de Impacto de Vizinha e Outorga Onerosa de construções. “Além, como sempre, o orçamento e os projetos que derem entrada”.

Fonte:Midiamax

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.