13 fev 2021 às 08:08 hs |
Mato Grosso do Sul deve bater novo recorde de safra em 2021
A estimativa é que sejam produzidos 22 milhões de toneladas

Levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima safra de soja de 22.489.551 toneladas para 2021.  

De acordo com os dados publicados nesta quinta-feira (11), o estado de Mato Grosso do Sul é o quinto colocado do país com maior participação na produção da safra 2021, sendo responsável por 8,6 %. Atrás somente de Mato Grosso com 27,3%, Paraná com 15,6%, Rio Grande do Sul, 13,4% e Goiais, com 9,7%.  

Últimas Notícias

Segundo o levantamento, a área semeada em Mato Grosso do Sul passará dos 5,962 milhões de hectares, previstos anteriormente, para 5,989 milhões de hectares.  

A produção estimada de cereais, leguminosas e oleaginosas no Estado para 2021 deve atingir novo recorde. 

Em 2020 a estimativa ficou em 21,99 milhões de toneladas. Já para 2021 a estimativa fica em 22,489 milhões de toneladas, (aumento de 2,24% em relação a estimativa anterior).  

A área destinada a estes produtos, deve passar de 5,25 milhões de hectares para 5,27 (aumento de 0,5%).  

A soja, o milho e o algodão são os três principais produtos deste grupo e, somados, representaram cerca de 99% da produção e por 98,5% da área colhida. 

Em relação a 2020, houve decréscimo (-16,5%) na área destinada ao algodão e do milho (-0,53 %). A área colhida de soja teve aumento de 8,3%.

A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas de 2021 alcançou 262,2 milhões de toneladas e uma área colhida de 66,8 milhões de hectares. 

Em relação a 2020, houve aumento de 1,4 milhão de hectares na área a ser colhida (2,1%). Frente ao que fora previsto no mês anterior, o acréscimo foi de 149 mil hectares (0,2%).

Em relação à safra anterior, houve um acréscimo de 5,2% na produção de soja (571.868 de toneladas) um total de cerca de 11,5 milhões em 2021. 

A área colhida de soja atingiu o total de 3,20 milhões de hectares.  

Mato Grosso é o maior produtor brasileiro de soja. A produção do estado deve alcançar 34,6 milhões de toneladas em 2021.

A produção de Arroz em janeiro foi de 52.125 toneladas, queda de 0,23% em relação de dezembro de 2020. 

A previsão para é o equilíbrio do cereal, que registrou preços históricos. Existe chances no aumento da área plantada do feijão na 1ª safra.  

O algodão herbáceo pode sofre redução de 19,43%. Por fim os o trigo, principal cereal de inverno produzido no Brasil não sofrerá com variações, a estimativa é que o Mato Grosso do Sul produza 72.563  toneladas neste ano. 

Fonte: Correio do Estado

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.