9 mar 2021 às 08:35 hs |
Câmara aprova aumento da margem do crédito consignado do INSS
Aumento é de 40% para beneficiários do INSS e servidores públicos enquanto durar a pandemia de Covid-19

A Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira (8) uma proposta que aumenta para 40% a margem do crédito consignado para beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e servidores públicos enquanto durar a pandemia de Covid-19. O texto seguirá para a análise do Senado.


Atualmente, aposentados e pensionistas podem comprometer até 35% da própria renda mensal para pagar parcelas debitadas diretamente dos seus benefícios, sendo 30% para o pagamento de empréstimos pessoais e 5% para débitos relativos a despesas ou saques com cartão de crédito.


A proposta aprovada pelos deputados eleva a margem do empréstimo pessoal para 35% e, portanto, amplia para um total de 40% a capacidade de endividamento dos beneficiários.
Os deputados também autorizaram bancos e demais instituições financeiras a concederem carência de 120 dias para contratos novos e antigos.


A margem consignável já havia sido ampliada entre outubro e dezembro do ano passado como parte de um conjunto de medidas econômicas adotadas pelo Congresso e pelo Executivo para amenizar os efeitos da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.


Na nova proposta, além dos beneficiários da Previdência, foram incluídos servidores públicos, ativos e inativos, desde que as operações de crédito respeitem os regulamentos de seus respectivos regimes próprios de previdência.

Margem consignável | Entenda


O aposentado ou pensionista do INSS que quer fazer empréstimo deve consultar quanto do benefício já comprometeu e quanto ainda pode contratar por mês.
A consulta à chamada margem consignável pode ser feita em no portal Meu INSS ou no aplicativo com o mesmo nome.

Como consultar


Acesse o Meu INSS
Informe CPF e senha; se for necessário, informe email para receber um código de validação
Em “Serviços em Destaque”, clique em “Extrato de Empréstimo”

Empréstimo pessoal consignado: o que está valendo hoje


Para o empréstimo consignado, o aposentado pode comprometer até 30% do valor mensal do seu benefício, independente do número de contratos que possui
A taxa máxima de juros do empréstimo é de 1,80% ao mês e a dívida pode ser parcelada em 84 meses
O segurado pode fazer até nove contratos de empréstimo pessoal

Cartão de crédito consignado: regras atuais


Na modalidade cartão de crédito consignado, a margem da renda que pode ser comprometida é de 5%. A taxa mensal de juros é de 2,70%
No cartão consignado, o beneficiário tem ainda um limite de valor que equivale a 160% da sua aposentadoria ou pensão
Cada beneficiário pode ter apenas um contrato de cartão de crédito consignado

Fonte: Correio do Estado

Comentários ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do F5MS Notícias. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.